colocar-os-preços-nos-serviços-da-sua-agência

Você sabe colocar os preços nos serviços da sua agência?

23 de dezembro de 2015 Categorias (5) Tags (5)

Definir o preço de venda de um produto é muito importante e, para isso, é preciso levar em conta o seu custo, as despesas fixas e um percentual de lucro e impostos. Não tem muito mistério quando falamos de serviços, mas a diferença é que nesse caso não há um produto físico.

Quem vende soluções e serviços, como advogados, arquitetos e designers, precisa cobrar pela mão de obra! Definir os preços dos serviços, porém, pode ser um desafio.

Cobrança tradicional

Se você tem um funcionário que recebe R$ 80 por hora, além de cobrar sua mão de obra é necessário adicionar a esse valor o custo de suas despesas fixas, impostos e lucro. Isso faz com que aquela hora de R$ 80 possa chegar a um valor realmente lucrativo para suas negociações.

Mas no dia a dia das agências, nem sempre é possível levar isso ao pé da letra e, mesmo quando há um cenário ideal, surge a primeira dificuldade: quanto vale o nosso serviço? Bom, vamos tentar te ajudar.

Como definir os preços dos serviços na sua agência?

Definir os preços dos serviços que a sua agência vai praticar varia também em função da estrutura, tipo de cliente que atende, quanto tempo e dinheiro investirá em um projeto e, claro, tudo isso ainda precisa estar de acordo com o que o seu cliente está disposto a pagar.

É imprescindível, porém, que você pare de vender seus serviços como um custo e os trate como o que são: um investimento para o sucesso do seu cliente!

Cobrança por peça

Agências focadas em produção, por sua vez, costumam escolher cobrar pelo tempo ou pela peça desenvolvida. Essas agências envolvem grandes equipes e produzem as peças pelo menor custo possível para conseguir estabelecer uma boa margem de lucro para seu negócio, levando em consideração o custo de manter as portas abertas e a lucratividade ideal.

Preço fixo por serviços

Outra formar de trabalhar os seus preços é determinar pacotes de serviços que podem ser vendidos por um preço fixo. Baseando-se nesse modelo, você consegue multiplicar a quantidade de entregas e estabelecer metas claras para sua equipe de criação, que sempre tem o mesmo tempo e orçamento para trabalhar com um projeto. É importante ter pacotes diversos, já que nem todas as soluções vão se encaixar nas necessidades de cada perfil de cliente.

E perder prospects porque a sua agência está engessada demais em como cobra por seus serviços é um dos maiores pecados que um gestor pode cometer!

Não existe uma fórmula mágica

É interessante que você crie o seu próprio sistema e, acima de tudo, precifique seu trabalho baseando-se no que ele vale de fato, pensando em como modifica positivamente e agrega valor à vida (e ao negócio) do seu cliente.

Novamente, é a ideia do investimento: a comunicação é uma etapa fundamental para todas as empresas e pode ajudar seu cliente a se destacar no futuro. Ele precisa de você, portanto lembre-se de valorizar seu trabalho!

Quer melhorar a gestão da sua agência e descobrir muito além de como definir os preços dos serviços? Assine a nossa newsletter e receba na sua caixa de e-mail conteúdos incríveis para seu negócio decolar!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestShare on TumblrShare on StumbleUponDigg thisFlattr the authorShare on RedditBuffer this pageEmail this to someone
Copyright © 2018 ABRADi-SC
Inbound Marketing:Conteúdo:Imprensa: