abradi-sc-métricas-startups

5 métricas utilizadas pelas Startups que você deveria aplicar em sua agência

11 de novembro de 2015 Categorias (4) Tags (4)

Segundo a Gartner (empresa global de pesquisa e consultoria sobre tecnologia), o número de empresas multimilionárias que passaram a investir em projetos digitais aumentou em 10%, passando de 22% em 2015 para 32% em 2015. Isso demonstra que cada vez mais empresas se dão conta da necessidade de investir no marketing digital, o que cria um nicho amplo de atuação.

Agências de marketing digital podem se aproveitar dessa aceleração no mercado, mas para que obtenham sucesso é preciso que meçam seus resultados. Como seguem alguns conceitos das startups em geral, nada melhor do que utilizar métricas consagradas para avaliar os próprios resultados. Por isso, iremos te apresentar as que as startups usam que você também deveria aplicar em sua agência. Descubra a seguir!  

1 – Custo de aquisição do cliente

Uma das métricas mais importantes é a que mede o custo de aquisição por cliente. Isso significa dizer que essa métrica serve para mostrar quanto custa captar um lead e convertê-lo em cliente, mostrando os custos das etapas em todos os estágios do funil de vendas.

Essa métrica é importante porque mostra se a agência de marketing digital está gastando demais para adquirir clientes, afinal, a intenção é conseguir o máximo de clientes pelo menor preço possível. Além disso, um custo de aquisição de clientes muito baixo pode significar necessidade de investimentos para melhorar os resultados.

2 – Lifetime value

Já a métrica lifetime value estima quais serão os possíveis lucros com um relacionamento em longo prazo com o cliente. No caso das agências, isso significa pensar que se um cliente ficar satisfeito com um resultado inicial, ele poderá contratar outros serviços e em maior quantidade.

Assim, se um cliente contratou uma agência para produção de conteúdo e gostou dos resultados oferecidos, é viável que ela passe a contratar com regularidade além de, possivelmente, outros serviços, como otimização de site e links patrocinados, por exemplo. Usar essa métrica é importante porque ajuda a estabelecer uma relação duradoura com o cliente, garantindo sua satisfação em longo prazo e, portanto, lucros em longo prazo.

3 – Taxa de cancelamento

Outra métrica que deve ser considerada é a taxa de cancelamento, ou seja, a relação entre números de clientes que se desligaram da agência em relação ao número de negócios fechados em um determinado período. Assim, se em um mês a agência está trabalhando com 15 clientes, mas 3 deles acabaram se desligando, então a taxa de cancelamento foi de 20%.  

Quanto maior for essa taxa, significa que menos a agência está conseguindo manter os clientes e, por isso, é importante avaliá-la, já que nem sempre muitos clientes significam clientes fiéis e lucrativos. Uma taxa de cancelamento alta também indica a necessidade de investir em políticas de satisfação e fidelização a fim de que se reduza o churn e se estabeleça a carteira de clientes.

4 – Taxa de retenção

Aliada à taxa de cancelamento, deve estar a taxa de retenção de clientes, que indica quantos clientes decidem pelo cancelamento, mas são convencidos a ficar. Imagine que dos 3 clientes que decidiram cancelar, sua agência conseguiu convencer 1 cliente a dar continuidade a seu projeto, a taxa de retenção será de 33%.

Como é mais barato conquistar e reter um cliente atual do que adquirir novos, uma alta taxa de retenção significa que a agência, apesar de experimentar cancelamentos, está conseguindo manter o cliente ativo em sua carteira.  

5 – Escalabilidade

Um dos princípios de qualquer startup é a capacidade de ser escalável, ou seja, a capacidade de produzir algo em grande quantidade de maneira rápida e sem que isso signifique aumento nos custos.

Para a agência de marketing digital, essa é uma das métricas mais importantes, porque todo o seu faturamento depende de quanto ela consegue produzir. Se a escalabilidade é baixa, significa que a agência não consegue produzir muito, portanto, não consegue atender muitos clientes ou projetos simultaneamente. Com isso, ela perde dinheiro, oportunidades e possivelmente clientes, que procurarão agências mais escaláveis e que consigam atender a todas as demandas.

Uma escalabilidade insuficiente, inclusive, não significa que a agência precise de mais funcionários — e, teoricamente, de mais custos —, mas sim de uma estrutura mais automatizada para atender às diferentes demandas com ferramentas eficientes.

Métricas como custo de aquisição do cliente, lifetime value, taxa de cancelamento, taxa de retenção e escalabilidade são muito utilizadas por startups e devem ser consideradas como opção para sua agência. Com isso, você terá um controle muito maior dos resultados e será capaz de planejar os investimentos de maneira certeira.

Agora, conte-nos através dos comentários qual — ou quais — dessas métricas será mais útil para sua agência!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestShare on TumblrShare on StumbleUponDigg thisFlattr the authorShare on RedditBuffer this pageEmail this to someone
Copyright © 2018 ABRADi-SC
Inbound Marketing:Conteúdo:Imprensa: